domingo, maio 28, 2006

Papa Contra o Relativismo



O Papa em discurso muito bom na Polônia falou contra o relativismo modernista:


Muitos pregadores do Evangelho deram a vida precisamente por causa da fidelidade à verdade da palavra de Cristo. Deste modo, do cuidado da verdade nasceu a Tradição da Igreja. Como nos séculos passados, também hoje há pessoas ou ambientes que, descuidando desta Tradição de séculos, querem falsificar a palavra de Cristo e tirar do Evangelho as verdades que, segundo eles, são demasiado incômodas para o mundo moderno. Trata-se de dar a impressão de que tudo é relativo: inclusive as verdades de fé dependeriam da situação histórica e do juízo humano. Mas a Igreja não pode calar o Espírito da Verdade. Os sucessores dos apóstolos, junto com o Papa, são os responsáveis pela verdadedo Evangelho, e também todos os cristãos estão chamados a compartilhar esta responsabilidade, aceitando suas indicações autorizadas. Todo cristão está obrigado a confrontar continuamente suas próprias convicções com os ditames do Evangelho e da Tradição da Igreja em seu compromisso por permanecer fiel à palavra de Cristo, inclusive quando esta é exigente e humanamente difícil de compreender. Não temos de cair na tentação do relativismo ou da interpretação subjetiva e seletiva das Sagradas Escrituras. Só a verdade íntegra pode-no abrir à adesão a Cristo, morto e ressuscitado por nossa salvação.